terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Montalvão no Cortejo de Oferendas (1960)


Em 1960, quando foi preciso mobilizar o concelho e proceder à recolha de fundos para fazer face às despesas do novo Hospital, Montalvão, tal como as restantes freguesias do concelho, disse: Presente!
O povo, as instituições, as pequenas empresas, os proprietários agrícolas, num gesto solidário de grande valor e significado, organizaram-se, vestiram o trajes dos "grandes dias" e vieram até Nisa desfilar, participar nessa grande jornada colectiva em favor de um objectivo de todos: o funcionamento do nosso Hospital, na altura uma das unidades modelares na prestação de cuidados de saúde. Veio o Rancho da Casa do Povo de Montalvão que desfilou, acntou e dançou, com garbo e graciosidade; vieram as carroças engalanadas, o povo, e lá estava a placa a indicar a contribuição da freguesia: 87 mil escudos, uma pequena fortuna para a época. Isto, sem contar, com animais e géneros alimentares de diversa origem.
No próximo sábado, dia 21, no Cortejo Etnográfico, Montalvão vai voltar a marcar presença. Não tem, já, o Rancho Folclórico da Casa do Povo, muitos dos seus filhos partiram para uma viagem sem regresso e outros demandaram as Lisboas e as Franças de todas as esperanças.
A terra e a freguesia despovoaram-se, mas, os que ficaram, mantém, ainda, a mesma força colectiva e a vontade de dizer: estamos aqui!