sábado, 5 de janeiro de 2013

TRADIÇÕES: Encontro de jovens "quintos"


FESTEJARAM MEIO SÉCULO DE VIDA
Reparem bem neste nome: Quintos. Agora, comparem-nos com este: Artilheiros. O que é que querem dizer? Ambos, a mesma coisa. “Quintos” em Montalvão, “Artilheiros” em Nisa, referem-se a indivíduos, homens e mulheres, que nasceram no mesmo ano.
“Os “Quintos” de Salavessa e Montalvão, estes jovens sorridentes da foto, assinalaram, no dia 1 de Setembro, os 50 anos de nascimento e festejaram a efeméride a preceito. 50 Anos é uma idade com forte simbolismo e os “quintos” não a quiseram deixar passar em vão e festejaram como mandam as boas regras da tradição.
Pronto. O resto já vocês adivinharam. Houve convívio gastronómico, festa rija, bailarico e, desconfio, não deve ter faltado a boa música dos anos 60 e 70.
O próximo Encontro ficou marcado para daqui a 50 anos. Haja quem se negue!...
in Jornal de Nisa (Blog) - 19/9/07

MONTALVÃO: Património religioso da freguesia


A ERMIDA DE S. SILVESTRE (Montalvão)
A ermida de S. Silvestre fica perto de Póvoa Meadas (cerca de 2,5Km), mas situada no termo de Montalvão. A Ermida já é tão antiga (de referir o símbolo da Ordem dos Templários, a Cruz da Ordem de Cristo, talhado na pedra de cantaria no centro da abobada da capela) que dificilmente se poderá achar explicação para o facto de se fazer anualmente uma romaria no Domingo de Pascoela, quando o dia dedicado ao Santo é o último do ano.
A romaria á Ermida de S. Silvestre perde-se no tempo, mas o fervor da devoção ao Santo avivou-se depois da reconstrução da capela. Para comemorar tal feito, foi celebrada uma grande missa pelos párocos das duas freguesias – Póvoa e Montalvão – com procissão ao longo de toda a azinhaga (desde a estrada até á capela) e comprado um Santo novo, desta feita de barro, vestido de branco já que S. Silvestre fora Papa.
(Texto retirado de http://povoameadas.com.sapo.pt)